quinta-feira, 18 de março de 2010

O NOSSO SALVADOR JESUS ESTÁ VIVO - LIÇÃO 12 PRIMÁRIOS

exto Bíblico: Lucas 24.1-11; João 20.24-29


Desenvolvimento Espiritual

Essa é a ‘idade da razão’. As crianças começam a pensar por si mesmas. Desejam querem saber o ‘porquê’ e o ‘como’ das coisas, e também querem explorar as opções. É importante explicar as coisas para elas em preparação para o próximo estágio, quando começarão a tomar as próprias decisões. Se você não souber a resposta para perguntas que fizerem, pesquisem juntos. Ensine-lhes como encontrar respostas e mostre que você sempre pode aprender e crescer. Não diga apenas: ‘Não sei’, ou: ‘Porque sim.’. Nesse estágio, as crianças precisam de fundamentos sólidos para sua fé.
Essas crianças ser levadas a sério como seres pensantes. Esse é o momento perfeito para ensinar-lhes as razões fundamentais para que saibam que a Bíblia é a Palavra de Deus, o manual de vida fornecido pelo Criador, para que tenham certeza de que Jesus é Deus e de que você sabe que Deus cuida delas e se importa com elas, e assim por diante. Elas precisam saber que sua fé é racional (há boas razões por trás dela) e real (trabalha na vida delas.)
Ensine-lhes isso agora para que, ao atingirem a pré-adolescência e a adolescência, façam suas escolhas de forma racional e por meio de experiências fundamentadas no que sabem ser verdadeiro.
As crianças também precisam de razões relacionais para sua fé. Isto é, precisam vivenciar os resultados de confiar ativamente no Deus amoroso. Elas nem sempre conectam a resposta a uma oração com a oração específica que fizeram antes. Você tem um papel importante ao manter um registro dessas orações e ao mostrar a seus filhos que a fé que possuem é verdadeira e prática. Mostre-lhes as respostas, quando estas chegam, das orações que fazem para encontrar amigos ou ir bem em um teste. Mostre-lhes como as coisas se resolvem quando decidem contar a verdade ou não roubar, porque a maneira de Deus trabalhar é melhor. As crenças que têm sobre a vida estabelecem-se de modo firme quando têm evidências concretas do cuidado de Deus. elas adquirem o hábito de fazer as coisas da maneira de Deus e de pedir ajuda a Ele — porque sabem, por experiência própria, que isso funciona! Terão uma coleção cada vez maior de registros da fidelidade de Deus e da confiabilidade dos princípios Dele.
A fé de seus filhos adquire um fundamento sólido quando você lhes mostra que acreditam em algo racional. A fé deles é verdadeira e prática quando vivenciam o amor de Deus.”


Texto extraído da obra:
Ensine sobre Deus às crianças, Rio de Janeiro, CPAD.

Boa ideia!

Com o intuito de recapitular e fixar a mensagem, faça as seguintes perguntas aos alunos após contar-lhes a história de hoje:

1.
O que os homens disseram para as mulheres que foram até o túmulo de Jesus?
2.
O que as mulheres fizeram após receber a notícia de que Jesus estava vivo?
3.
O que Tomé disse quando os discípulos lhe contaram que Jesus estava vivo?
4.
Após ressuscitar, o corpo de Jesus podia fazer coisas que nossos corpos não conseguem. Você pode dar um exemplo que acontece na história de hoje?
5.
Quem consegue contar a história de hoje?

Sugestão do blog:
Atividade para colorir:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada por sua visita.Deixe aqui o seu comentário e responderemos assim que possível.

ORIGEM DA ESCOLA DOMINICAL

Os missionários escoceses Robert (1809/1888) e Sara Kalley (1825/1907) são considerados os fundadores da Escola Dominical no Brasil. Em 19 de agosto de 1855, na cidade imperial de Petrópolis, no Rio de Janeiro, eles dirigiram a primeira Escola Dominical em terras brasileiras. Sua audiência não era grande; apenas cinco crianças assistiram àquela aula. Mas foi suficiente para que seu trabalho florecesse e alcançasse os lugares mais retirados de nosso país. Essa mesma Escola Dominical deu origem à Igreja Congregacional no Brasil.

Hoje, no local onde funcionou a primeira Escola Dominical do Brasil, acha-se instalado um colégio (Colégio Opção, R. Casemiro de Abreu – segundo informações da Igreja Congregacional de Petrópolis). Mas ainda é possível ver o memorial que registra este tão singular momento do ensino da Palavra de Deus em nossa terra.

Houve, sim, reuniões de Escola Dominical antes de 1855, no Rio de Janeiro, porém, em caráter interno e no idioma inglês, entre os membros da comunidade americana.

Fonte:ensinodominical.wordpress.com