sábado, 13 de março de 2010

SEJA PRUDENTE - LIÇÃO 11 ADOLESCENTES


Texto Bíblico: Pv12.23;14.15-18


Prezado professor, o objetivo da lição deste domingo é que o seu aluno se torne uma pessoa mais prudente.
A palavra-chave da aula de hoje é “PRUDÊNCIA”. Na aula de hoje enfatize as consequências da ausência de prudência.


Para refletir

“Os verdadeiros seguidores de Jesus não irão penas ouvir as suas palavras, mas praticá-las, permitindo que a mensagem faça diferença em sua vida. Nesse ensino, Jesus explicou que o verdadeiro seguidor, que pratica as suas palavras, é como a pessoa que constrói a sua casa sobre a rocha. Aquele que ‘constrói a sobre a rocha’ é um discípulo que houve e obedece, e não um impostor. Praticar a obediência é construir sobre o sólido alicerce das palavras de Jesus, a fim de enfrentar as tempestades da vida. Mesmo em meio à chuva, à inundação, e aos ventos, o alicerce que estiver sobre a rocha não será afetado. Em contraste com essa pessoa, insensato ouve o ensino de Jesus e o ignora. Embora as duas pessoas tenham construído suas casas, e essas casas até pareçam idênticas, somente uma suportará o teste. Somente a pessoa que ouve e pratica a vontade de Deus receberá a boa recompensa. A casa construídasobre a areia irá desabar. Quando vierem as tempestades, a pessoa não terá firmeza, a sua vida se despedaçará, e o fim será uma grande queda – o juízo final, a destruição (7.13,14), e a separação de Deus (7.22,23). Assim como o caráter é revelado pelos frutos (7.20), a fé é revelada através das tempestades. A pessoa sábia, que procura agir de acordo com a Palavra de Deus, edifica a sua vida de forma que esta possa suportar qualquer dificuldade ou problema. Será o alicerce, e não a casa, que determinará o que acontecerá no dia do juízo final”.

Texto extraído do: Comentário do Novo Testamento de Aplicação Pessoal vol. 1. Rio de Janeiro, CPAD


Atividade:


Prezado professor, de acordo com o texto bíblico (Pv12.23;14.15-18), faça uma atividade utilizando o método indutivo de interpretação (o que significa?) do texto, respondendo às perguntas abaixo. O objetivo desse método é fazer uma aplicação para os adolescentes, desafiando-os a aplicar a lição aprendida:

1. Quem é o homem avisado? E quem é o tolo? (12.23)
2.
Qual a diferença entre o simples e o prudente? (14.15)
3.
O que faz o sábio? E o que faz o tolo (v.16)?
4.
Quais consequências sofre o homem que se ira (v.17)?
5.
Qual o prêmio do prudente?

Aplicação:

O homem que atenta para a prática da Palavra de Deus teme e desvia-se do mal. Ele herdará o conhecimento e em tudo será bem sucedido. Entretanto, o homem que não dá crédito e não atenta para os passos da Palavra é como o tolo que pensa estar seguro. Ele se ira com pensamentos ruins, vivendo com um ânimo ríspido. Seu futuro é incerto.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada por sua visita.Deixe aqui o seu comentário e responderemos assim que possível.

ORIGEM DA ESCOLA DOMINICAL

Os missionários escoceses Robert (1809/1888) e Sara Kalley (1825/1907) são considerados os fundadores da Escola Dominical no Brasil. Em 19 de agosto de 1855, na cidade imperial de Petrópolis, no Rio de Janeiro, eles dirigiram a primeira Escola Dominical em terras brasileiras. Sua audiência não era grande; apenas cinco crianças assistiram àquela aula. Mas foi suficiente para que seu trabalho florecesse e alcançasse os lugares mais retirados de nosso país. Essa mesma Escola Dominical deu origem à Igreja Congregacional no Brasil.

Hoje, no local onde funcionou a primeira Escola Dominical do Brasil, acha-se instalado um colégio (Colégio Opção, R. Casemiro de Abreu – segundo informações da Igreja Congregacional de Petrópolis). Mas ainda é possível ver o memorial que registra este tão singular momento do ensino da Palavra de Deus em nossa terra.

Houve, sim, reuniões de Escola Dominical antes de 1855, no Rio de Janeiro, porém, em caráter interno e no idioma inglês, entre os membros da comunidade americana.

Fonte:ensinodominical.wordpress.com