....................

sexta-feira, 16 de setembro de 2011

UMA CRIANÇA COMO REI - LIÇÃO 12 - JUNIORES



Auxílio extraído do portal da ebd:
O rei Josias – o menino que se tornou rei com apenas oito (8) anos de idade.  É interessante ressaltar que na época em que isso ocorreu, Israel passava por um período de apostasia, ou seja, de abandono da fé no Deus vivo e único
Embora seu avô o rei Manassés, e seu pai, o rei Amon, tivesse vivido impiamente em todos os sentidos, Josias amava a Deus e desejava agradá-LO, em toda a sua maneira de viver. Josias tinha um relacionamento intimo e pessoal com Deus, e fazia todo esforço possível para levar seu povo novamente a servir a Deus.
Durante a reforma encontraram um rolo (livro) com a Palavra de Deus. Assim a intenção do rei Josias e a revelação da Palavra de Deus foram unidas para conduzir o povo à um reavivamento espiritual. Ao lerem o livro para o rei Josias, ele ficou chocado com as Palavras que ouvia, e percebeu o quanto todos estavam praticando coisas que desagradava imensamente a Deus. Foi assim que o rei Josias empreendeu uma grande tarefa, reformar a vida espiritual do povo de Israel e para isso precisava ensinar a Palavra de Deus ao povo para que as mentes obscurecidas pela desobediência a Deus, novamente fossem iluminadas pelo ensino de Sua Palavra.
A situação era tão grave que o templo (a igreja) estava fechado, já não se realizava cultos. Então o rei Josias começou uma reforma no templo, para deixá-lo bonito, limpo e em condição das pessoas lá estarem para cultuar a Deus.
- Josias foi o 16º rei de Judá (reino do Sul)
- Era filho do rei Amon e sua mãe se chamava Jedida
- Foi um reformador, limpou totalmente o Templo e reavivou a obediência à lei de Deus em seu povo.
A Bíblia testifica assim do rei Josias:
“Antes dele, não houve rei que lhe fosse semelhante, que se convertesse ao SENHOR de todo o seu coração, e de toda a sua alma, e de todas as suas forças, segundo toda a Lei de Moisés; e, depois dele, nunca se levantou outro igual.”(2 Rs 23.25 – ARA)

MEDITAÇÃO

“A criança chamada ‘difícil’, voluntariosa, hiperativa, problemática”

Algumas das causas desses problemas alistamos a seguir. Omissão dos pais ou responsáveis pela criança, na sua idade de formação básica da personalidade (4/5 anos de idade). Também, omissão pelos pais, da disciplina preventiva e cristã, bíblica e amorosa no lar. Fatores hereditários, congênitos; herança genética da criança, não identificados e não tratados.

Instintivismo e energia naturais da criança, não trabalhado mediante educação, terapia, amor e disciplina. Ausência constante dos pais; principalmente da mãe. O pai e a mãe estão presentes com a criança, mas sem qualquer autoridade sobre a mesma. Criança que viveu em creches na primeira e na segunda infâncias (havendo exceções aqui, é evidente).

Outras causas são, criança que desde o seu nascimento desconhece limites de tudo, por omissão dos pais. Ler aqui: Provérbios 29.15; 1 Samuel 3.13; 1 Reis 1.6. Estamos falando aqui de limites justos, apropriados, com objetivos definidos e monitorados.

A causa também pode ser o cumprimento de leis bíblicas da “semeadura e colheita” sobre os pais (Gálatas 6.7; Êxodo 34.7; Salmo 99.8; Números 14.20-34). Isto é, quebra das leis bíblicas pelos pais, na sua vida pregressa.” (Ensinador Cristão. CPAD. nº 7.p.20).

Fonte: Manual de Ensino para o Educador Cristão, p-132.

ATIVIDADE

Aproveitando o objetivo da aula de hoje, incentive seus alunos a estudar a Bíblia mediante a seguinte atividade.

Separe algumas Bíblias de Estudo ou concordâncias bíblicas.

Divida a turma pela quantidade de Bíblias ou concordâncias que você conseguir.

Entregue a cada grupo um envelope com 5 palavras distintas, a fim de que possam pesquisar em que locais da Bíblia podem ser encontradas.

Um secretário do grupo deverá anotar numa folha de papel pelo menos três referências referentes a cada palavra.

Ao final, o representante do grupo deverá ler a palavra e as referências para toda a turma, a fim de que todos possam checar se estão corretas.

Se for possível, leve um prêmio para as crianças.

Deus abençoe sua aula!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada por sua visita.Deixe aqui o seu comentário e responderemos assim que possível.

ORIGEM DA ESCOLA DOMINICAL

Os missionários escoceses Robert (1809/1888) e Sara Kalley (1825/1907) são considerados os fundadores da Escola Dominical no Brasil. Em 19 de agosto de 1855, na cidade imperial de Petrópolis, no Rio de Janeiro, eles dirigiram a primeira Escola Dominical em terras brasileiras. Sua audiência não era grande; apenas cinco crianças assistiram àquela aula. Mas foi suficiente para que seu trabalho florecesse e alcançasse os lugares mais retirados de nosso país. Essa mesma Escola Dominical deu origem à Igreja Congregacional no Brasil.

Hoje, no local onde funcionou a primeira Escola Dominical do Brasil, acha-se instalado um colégio (Colégio Opção, R. Casemiro de Abreu – segundo informações da Igreja Congregacional de Petrópolis). Mas ainda é possível ver o memorial que registra este tão singular momento do ensino da Palavra de Deus em nossa terra.

Houve, sim, reuniões de Escola Dominical antes de 1855, no Rio de Janeiro, porém, em caráter interno e no idioma inglês, entre os membros da comunidade americana.

Fonte:ensinodominical.wordpress.com