....................

quinta-feira, 3 de janeiro de 2013

DEUS É BOM -LIÇÃO 01 JARDIM DA INFÂNCIA 2013



Texto Bíblico: Salmos 23.1-6



De professor para professor

Prezado professor, neste domingo o objetivo da lição é que a criança compreenda que Deus é bom e cuida de nós.

• É importante fazer uma recapitulação da aula anterior. Pergunte qual foi a palavra-chave estudada e qual o versículo aprendido. 


• A palavra-chave da aula de hoje é “BONDADE”. Durante o decorrer da aula diga: “Deus é bom.”


Para refletir
O tema deste trimestre é bem sugestivo: Por que Deus é bom? Você tem meditado sobre a bondade do Pai Celeste? Que você possa, durante o decorrer deste trimestre, meditar sobre o amor e a bondade do Pai. 

Você foi chamado por Deus para uma importante tarefa. Prepare-se!

Enriqueça os seus conhecimentos, planeje, pesquise e, acima de tudo, busque a unção do Espírito Santo, a fim de ensinar as verdades bíblicas com convicção. 

Use os talentos que você possui e não se atemorize com as dificuldades.

Confie na providência divina e verá que seu trabalho não é vão. 

Prepare a sala para a primeira aula do trimestre. A decoração deve ser nova, enfocando o tema das treze lição: “Por que Deus é bom?” Este tema deve começar a ser delineado e fixado no coração das crianças a partir desta primeira aula. 

Nesta primeira aula, mostre aos alunos a revista nova e fale a respeito do seu tema. Explique com bastante entusiasmo como funcionará o plano de freqüência. 

•    Regras Práticas para os Professores 

Todo professor precisa conhecer as características das etapas do desenvolvimento da faixa etária na qual trabalha. Por isso, a cada semana, vamos apresentar nesta seção algumas das características da criança do Jardim. 

A criança aos 5 anos

Nesta idade, a criança já entende o seu papel na família e nos grupos sociais que participa. Por estar todo o tempo preocupada em conhecer e testar a si mesma,  ela começa a cobrar das pessoas atenção especial, ao tentar chamar atenção dos que gosta, a apresentar reações de vergonha ciúme, e a participar de grupos de adultos para ter a oportunidade para falar, cantar, etc. 

Tende a ser calma, estável, digna de confiança e bem ajustada. É amigável e nada exigente para com as outras pessoas, pensando sempre em agradar e ajudar. Os pais voltam a ser o centro do seu mundo, e muitos se surpreendem  com a dependência da criança. Vale lembrar que é só uma fase passageira.

Gosta que a ensinem, gosta de pedir licença e obedecer. Por vezes é capaz de prometer a si mesma: “Hoje eu só vou fazer coisas boas” ou “Vou fazer tudo o que meu pai pedir”.

(Continua na próxima semana.)


Amor e Disciplina Para Criar Filhos Felizes. Rio de Janeiro, CPAD.


• Sugestões de Atividade

Sente-se com as crianças em círculo no chão da classe. Converse com elas sobre a bondade de Deus. Diga que todos os dias Ele nos dá o presente de um nascer do sol e de um pôr-do-sol. Cada um desses acontecimentos é muito bonito. Em certos dias, Ele nos dá chuva para que os arbustos e as árvores cresçam. Em outros dias, nos dá flores e plantas lindas. Pense em todas as coisas maravilhosas que Deus dá a você. Que tal fazer uma lista? 


Agradeça a Deus por cada item da lista.     

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada por sua visita.Deixe aqui o seu comentário e responderemos assim que possível.

ORIGEM DA ESCOLA DOMINICAL

Os missionários escoceses Robert (1809/1888) e Sara Kalley (1825/1907) são considerados os fundadores da Escola Dominical no Brasil. Em 19 de agosto de 1855, na cidade imperial de Petrópolis, no Rio de Janeiro, eles dirigiram a primeira Escola Dominical em terras brasileiras. Sua audiência não era grande; apenas cinco crianças assistiram àquela aula. Mas foi suficiente para que seu trabalho florecesse e alcançasse os lugares mais retirados de nosso país. Essa mesma Escola Dominical deu origem à Igreja Congregacional no Brasil.

Hoje, no local onde funcionou a primeira Escola Dominical do Brasil, acha-se instalado um colégio (Colégio Opção, R. Casemiro de Abreu – segundo informações da Igreja Congregacional de Petrópolis). Mas ainda é possível ver o memorial que registra este tão singular momento do ensino da Palavra de Deus em nossa terra.

Houve, sim, reuniões de Escola Dominical antes de 1855, no Rio de Janeiro, porém, em caráter interno e no idioma inglês, entre os membros da comunidade americana.

Fonte:ensinodominical.wordpress.com